Confira a agenda de eventos da Coalizão Brasil na COP 25

texto 1 boletim 42

A Coalizão Brasil marcará presença na Conferência do Clima, em Madri, que acontece de 2 a 13 de dezembro, e promoverá diversos debates sobre sua agenda. Este ano, em especial, será a primeira vez que o movimento participa do dia temático das florestas (parte do Agriculture and Forest Day), dentro da programação oficial da UNFCCC (Convenção-Quadro das Nações Unidas para a Mudança do Clima). 

 

Confira a agenda do movimento: 

No dia 5 de dezembro, Luiz Cornacchioni, diretor-executivo da Abag e cofacilitador da Coalizão, será um dos painelistas do High Level Meeting on Forests – Panel Mobilizing Resources for Forest-Based Solutions, que faz parte da agenda oficial do Agriculture and Forest Day da COP. 

No dia seguinte, 6 de dezembro, Cornacchioni também representará o movimento no evento Nature-based solutions to climate change – on the road to post 2020 climate and biodversity targets, organizado pelo CDP, no Pavilhão da Itália. 

 

Tarde de debates sobre produção agrícola e desmatamento

Já no dia 9 de dezembro, haverá uma tarde de debates da Coalizão e entidades parceiras no espaço Brazil Climate Action Hub, sob o tema How Brazil can prosper increasing production and reducing deforestation. Haverá conversas sobre: o papel da Coalizão na promoção do diálogo entre diferentes setores; como ruralistas e ambientalistas podem construir uma agenda comum no Congresso; a inovação no financiamento à agricultura; e o combate ao desmatamento ilegal na Amazônia. 

Este último debate, intitulado Fighting crime in the Amazon: how to end illegal deforestation, faz parte das ações que a iniciativa Amazônia Possível promoverá durante a Conferência. Além disso, ele também reforça a campanha Seja Legal com a Amazônia (uma das frentes de ação da Amazônia Possível), pois abordará a questão da grilagem de terras públicas. 

A Amazônia Possível, que chama o setor privado para agir pelo bioma, assim como a campanha Seja Legal com a Amazônia, que une agronegócio e ONGs para pressionar o governo por medidas contra o roubo de terras públicas na região, fazem parte de um esforço conjunto de diferentes instituições da sociedade civil e empresas para promover o desenvolvimento sustentável desse bioma. 

 

Saiba mais sobre o Amazônia Possível clicando aqui, e participe da campanha Seja Legal com a Amazônia aqui.

 

Amazônia em foco

No dia 11 de dezembro, mais dois eventos discutem os desafios atuais da Amazônia. A Coalizão e o Imazon realizam uma coletiva de imprensa para falar por que organizações não-governamentais e o agronegócio estão juntos no combate à grilagem (Press Conference: Stolen Amazon: why NGOs and agribusiness are together to fight land grabbing). 

Nesse mesmo dia, o Instituto Arapyaú, a Coalizão e o CEBDS promovem mais um debate da iniciativa Amazônia Possível, o Amazonian Business Initiatives, no Brazil Climate Action Hub.  

Finalmente, no dia 12 de dezembro, o evento Nature-based solutions: mangrove and zero deforestation agricultural production as cases, organizado pela Coalizão e pelo Global Environmental Institute (GEI), terá André Guimarães, cofacilitador do movimento e diretor-executivo do IPAM, como um dos painelistas. Este evento faz parte também da programação oficial da COP e terá especialistas que representam o mercado da China em sua relação com o Brasil. 

 

Confira aqui a programação completa da Coalizão Brasil na COP 25.