Grupo Estratégico realiza sua última reunião do ano

Foto: Fernanda Macedo/Coalizão Brasil

Um dia após a plenária de fim de ano da Coalizão, o Grupo Estratégico (GE) realizou sua última reunião do ano. Na pauta, estavam a aprovação dos primeiros encaminhamos da plataforma 2018 e Visão 10 anos, a transição de facilitação do movimento e o planejamento financeiro da Coalizão.

O GE aprovou o trabalho proposto pelo Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) para a plataforma 2018, com foco em eleições. Foi aprovada também a atuação mais estratégica e de longo prazo da Coalizão na construção de uma visão de longo prazo para uso da terra.

Para contribuir neste foco, o GE decidiu suspender posicionamentos da Coalizão até a primeira plenária em 2018, que deverá ocorrer em junho.

Conforme informado na plenária, o mandato de facilitação do Marcelo Furtado se encerrará em maio de 2018. Na reunião, o GE aprovou um regime de co-facilitação a partir de janeiro até maio 2018, com Furtado e André Guimarães como facilitadores. Neste período, será construída uma proposta de facilitação para encaminhamento e aprovação do GE, que poderá incluir o conceito de co-facilitação já adotado pelos Grupos de Trabalho, com representação setorial.

O GE concordou também com a estratégia de captação apresentada, que pretende funding para além das fontes tradicionais. O grupo definiu o escopo de captação, com base em um range de 1 a 3 milhões, e ressaltou a importância de seguir não competindo com as organizações membros que também captam recursos. A Coalizão, quando possível, deve apoiar a captação de seus membros para projetos alinhados aos seus objetivos. A proposta será apresentada para o GE para colher inputs e sugestões.

Linha do Tempo

linha do tempo coalizao