Durante o Forest Day da COP 23, papel central das florestas é ressaltado por diversos atores

Foto: Fernanda Macedo/Coalizão

O dia 12 de novembro foi o Forest Day da COP 23. Na data, foi lançada uma iniciativa equatoriana para reduzir 15 milhões de toneladas de emissões de CO2, um novo compromisso do Walmart para commodities livres de desmatamento e a confirmação do papel fundamental das florestas no enfrentamento das mudanças climáticas.

Na plenária de abertura do dia, Frances Seymour, Distinguished Senior Fellow do WRI, disse que temos boas e más notícias. A má é que o mundo continua perdendo sua cobertura vegetal. Por outro lado, o número crescente de parcerias e ações coletivas têm progredido com velocidade.

O Ministro da Economia e Mudanças Climáticas de Fiji, Aiyaz Sayed-Khaiyum, disse que "Fiji vê com prazer o importante papel das florestas no desenvolvimento sustentável e na mitigação e adaptação às mudanças climáticas. Esses ecossistemas estão no topo da agenda para os pequenos Estados insulares em desenvolvimento, porque estamos entre as nações mais vulneráveis aos impactos das mudanças climáticas”. No entanto, ele alertou que “embora tenham sido feitos progressos importantes na proteção desses ecossistemas para aumentar a nossa capacidade de resistência a um clima em mudança, precisamos que todos os países façam da proteção florestal e da reabilitação e do financiamento de todos os ecossistemas florestais uma prioridade. Em particular, precisamos criar incentivos reais para atrair financiamento público e privado para oferecer soluções baseadas na natureza”.

Inger Andersen, diretora-geral da International Union for Conservation of Nature (IUCN), que presidiu as sessões do dia afirmou que “as florestas do nosso planeta estão sendo dizimadas a um ritmo alarmante. Parar esta destruição é crucial para enfrentar as mudanças climáticas, reduzir a pobreza e alimentar uma população global crescente”. A diretora disse ainda que “soluções baseadas na natureza, como proteger e restaurar florestas, podem contribuir com mais de um terço da mitigação total da mudança climática exigida até 2030 para manter o aumento da temperatura abaixo de 2Cº”.

Diversos governos, representantes de povos indígenas, da sociedade civil e do setor privado se manifestaram no dia (saiba mais aqui).

Linha do Tempo

linha do tempo coalizao