Assembleia da TFA é oportunidade para mostrar iniciativas brasileiras

A próxima Assembleia Geral da Tropical Forest Alliance (TFA 2020), dos dias 18 a 22 de março de 2017, será em Brasília, e traz a oportunidade de apresentar projetos e iniciativas brasileiras e da América Latina relacionados a florestas e agropecuária a lideranças internacionais. A TFA, sediada no Fórum Econômico Mundial (FEM), é uma aliança público-privada que busca reduzir o desmatamento de florestas tropicais associado à produção de commodities como soja, carne, óleo de palma e papel e celulose. Também atua como parceira da Coalizão Brasil no âmbito do Grupo de Trabalho de Cooperação Internacional, para estabelecer um fluxo internacional de informações e viabilizar trabalhos conjuntos entre organizações do Brasil e do exterior. Sua assembleia reúne cerca de 180 investidores, empresários e representantes de governo, e tem como um de seus pilares a realização de viagens de campo para conhecer iniciativas locais.

Os participantes escolhem a visita que querem fazer e arcam com os custos, como transporte e hospedagem. À instituição ou grupo anfitrião cabe cuidar da logística, do roteiro e da organização geral, além de receber os visitantes. Os interessados em mostrar suas iniciativas têm até o dia 30 de novembro para enviar propostas ao TFA. "As viagens de campo são uma oportunidade estratégica para mostrar projetos a um público formado por potenciais financiadores, por exemplo", afirma Fabíola Zerbini, coordenadora regional para América Latina. A viagem deve ser de cerca de dois dias e meio e precisa estar relacionada, com algum dos principais temas da Assembleia:

  • Participação de pequenos produtores em cadeias produtivas de desmatamento zero
  • Abordagem jurisdicional e sinergias com NDCs, REDD+, entre outras estratégias territoriais de desenvolvimento econômico sustentável
  • Envolvimento de governos nos compromissos e iniciativas de desmatamento zero
  • Implementação de compromissos pelo setor privado - qual é o status e como ele pode ser acelerado?
  • Envolvimento, treinamento e gerenciamento de riscos na cadeia de fornecimento de commodities com alto risco florestal
  • O poder e o papel das mulheres e dos povos indígenas na promoção do desmatamento zero

Para mais informações sobre a Assembleia Geral do TFA, os interessados podem contatar Fabiola Zerbini, coordenadora regional para América Latina do TFA (fabiola.zerbini@tnc.org) e Isabella Vitali, diretora Brasil do Proforest (Isabella@proforest.net), ambas colíderes do GT de Cooperação Internacional